PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Flu reduz diferença no coração, Fla avança e pode questionar opção de Jesus

Mauro Cezar Pereira

12/02/2020 22h58

Filipe Luís, encoberto, fez pelo seu primeiro gol pelo Flamengo – Foto: Divulgação/Alexandre Vidal/CRF

Em oito minutos de partida o Flamengo já vencia por 2 a 0. Bruno Henrique e Gabigol abriram rapidamente a vantagem rubro-negra, com a dupla goleadora de 2019 chegando a cinco tentos nos três primeiros jogos por eles disputados neste ano, o camisa 9 com um por peleja.

O campeão brasileiro e da Libertadores abria vantagem maior no segundo tempo, com o belo gol de Filipe Luís. A vantagem já poderia ser aquela há mais tempo, tantas as chances criadas e desperdiçadas pelo time de Jorge Jesus, especialmente com Arrascaeta.

Mas o Fluminense, que no ano passado foi o grande carioca que mais dificultou o Flamengo nos clássicos do Rio de Janeiro, não desistiu. Era desordenado, sim, mas sobrava vontade e fé. Um tanto blasé e desgastado, sem pernas, os rubro-negros cederam e os 3 a 0 viraram 3 a 2.

Claro que a diferença técnica entre os elencos é grande, mas nos clássicos ainda existe a mística e no futebol o mais fraco sempre poderá desafiar o mais forte se deixar algo mais em campo. Os tricolores têm que ficar orgulhosos de seus jogadores, que costumam chamar de "Guerreiros".

Os rubro-negros podem questionar até que ponto faz sentido, com tantos bons jogadores, Jesus escalar seguidas vezes os seus titulares com apenas uma semana entre a volta das férias e a primeira partida que fizeram. Já são três em nove dias. Era mesmo preciso?

 

follow us on Twitter

follow me on youtube

follow me on facebook

follow us on instagram

follow me on google plus

Sobre o autor

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN e da Rádio Bandeirantes de São Paulo.

Sobre o blog

Trazer comentários sobre futebol e informações, eventualmente em primeira mão, são os objetivos do blog. O jornalista pode "estar" comentarista, mas jamais deixará de ser repórter.

Mauro Cezar Pereira