PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Corinthians ignora passado, Luan bate pênalti, perde e Ponte Preta vence

Mauro Cezar Pereira

30/01/2020 23h32

Luan bateu quando o Corinthians perdia por 2 a 0 e o goleiro Ygor, da Ponte, defendeu – Reprodução TV

Luan perdeu pênalti na derrota do Corinthians para a Ponte Preta por 2 a 1, em Campinas. Foi a segunda penalidade máxima cobrada pelo ex-gremista em três aparições com a camisa de seu novo clube. Uma semana antes, em Itaquera, ele converteu nos 4 a 1 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto.

Na mesma noite, participando do programa Linha de Passe, na ESPN Brasil, este blogueiro alertou para o risco de permitirem que Luan fosse cobrador de penais. Seus números no Grêmio eram péssimos, com inúmeras batidas desperdiçadas. Era difícl entender porque seguia com tal missão.

"Em sua passagem pelo Grêmio foram 13 pênaltis ao todo como profissional: sete acertos e seis erros", destaca o comentarista da Rádio Guaíba Cristiano Oliveira. O levantamento foi feito em 2018, depois de uma sequência de três erros em quatro cobranças de penalidade máxima.

As batidas de pênalti de Luan, fora disputas de penalidade e estadual – TruMedia/ESPN

A ferramente TruMedia/ESPN registra 15 cobranças e nove gols de pênalti de Luan (não entram nessa estatística as decisões em penais e os jogos de campeonato estadual). Desses seis desperdiçados (veja ilustração acima), um foi na trave e cinco acabaram defendidos pelos goleiros.

Diante da Ponte Preta, Luan bateu como sempre, não muito forte à meia altura. Ygor saltou para a esquerda e fez a defesa. Em decisões por pênaltis, fora campeonato gaúcho, cobrou cinco e perdeu duas, contra o Athletico em 2016 pela Copa do Brasil e diante do Cruzeiro na mesma competição em 2017.

 

follow us on Twitter

follow me on youtube

follow me on facebook

follow us on instagram

follow me on google plus

Sobre o autor

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN e da Rádio Bandeirantes de São Paulo.

Sobre o blog

Trazer comentários sobre futebol e informações, eventualmente em primeira mão, são os objetivos do blog. O jornalista pode "estar" comentarista, mas jamais deixará de ser repórter.

Mauro Cezar Pereira