PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Flamengo é quase um desconhecido para técnico do Liverpool

Mauro Cezar Pereira

20/12/2019 21h57

O técnico Jürgen Klopp na entrevista coletiva em Doha – Foto: Mauro Cezar Pereira

Em Doha, Catar

Jürgen Klopp concedeu uma entrevista exclusiva ao repórter João Castelo Branco, da ESPN, na quarta-feira. Quando perguntado sobre o Flamengo, seu adversário na final do Mundial de Clubes da Fifa, neste sábado, o técnico do Liverpool não demonstrou conhecimento a respeito, apesar de um dia e meio antes ter visto o campeão sul-americano derrotar o asiático, o time saudita do Al-Hilal.

Normal que treinadores de grandes clubes europeus não conheçam times sul-americanos, mas no caso específico, o alemão assistira à peleja na terça-feira. Mesmo assim só soube dizer os nomes de dois atletas que enfrentou na primeira divisão de seu país, Rafinha e Diego.

Fosse o elenco do Flamengo formado por atletas sem carreira internacional, vá lá, mas não é o caso. Além de um espanhol, Pablo Marí, o time tem Filipe Luís, de longa passagem no Atlético de Madrid, finais de Champions League e títulos, inclusive do Chelsea. Tem ainda Gérson, recém-chegado da Itália, além de um trio que soma 96 gols no ano, Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta, único dos três que não vestiu camisa de time europeu, mas foi à Copa do Mundo.

Klopp é excelente, isso sabemos, mas a forma como não conseguiu se desenvolver falando de seu adversário, inclusive na coletiva de véspera da partida, derruba crenças. Há quem imagine todos os treinadores de elite no futebol europeu como workaholics, devoradores de informações sobre seus rivais. Nem todos, nem sempre, depende do contexto. Talvez sequer precise fazer isso para erguer o troféu de campeão do mundo. E aparentemente ele acredita nisso.

 

follow us on Twitter

follow me on youtube

follow me on facebook

follow us on instagram

follow me on google plus

Sobre o autor

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN e da Rádio Bandeirantes de São Paulo.

Sobre o blog

Trazer comentários sobre futebol e informações, eventualmente em primeira mão, são os objetivos do blog. O jornalista pode "estar" comentarista, mas jamais deixará de ser repórter.

Mauro Cezar Pereira