Topo

Histórico

Categorias

O que jornalistas argentinos esperam de River Plate x Flamengo?

Mauro Cezar Pereira

22/11/2019 04h00

O blog entrou em contato com jornalistas argentinos, ligados ao River Plate, eventualmente a outros clubes, ou não; para saber o que eles esperam da decisão da Copa Libertadores 2019, entre os Millonarios e o Flamengo, sábado, às 17 horas de Brasília, em Lima, Peru. Todos esperam uma partida equilibrada, há reconhecimento quanto ao valor do time brasileiro, mas frisam: o time de Buenos Aires é o melhor dos últimos anos, além de atual campeão.

Cristian Del Carril, da rádio A Todo Ciclón.
"As expectativas agora são melhores para o River do que há algumas semanas atrás. A grande vitória do Flamengo (5 a 0 sobre o Grêmio) havia gerado medo a torcedores, mas isso se acalmou. A esperança, sobretudo, está em Marcelo Gallardo, ele é o grande ídolo do clube. Ruim para o River é ter que viajar ao Peru"

Walter Tapia, da Rádio Feedback Salsacate
"Houve a derrota para o Rosario Central e depois o River teve que jogar a semifinal de Copa Argentina, quando se garantiu e outra final. Rivais do time de Gallardo costuma armar estratégias defensivas que muitas veces fazem com que demore a marcar gols".

Pablo Lejder, do programa de rádio "Código de Barras"
"É uma final muito equilibrada entre a melhor equipe dos últimos cinco anos na América do Sul contra o melhor time do Brasil e o que mais rendeu neste segundo semestre de 2019. River é equipe sem uma figura brilhante, mas com uma incrível fome e voracidade. A lógica indicaria que o Flamengo é o favorito para o título, mas acredito que o River se sairá melhor por sua experiência e porque sempre aumenta de rendimento na final, principalmente quando o adversário parece ser superior. É um time que sabe como recuperar o placar adverso e é capaz de revertê-lo quando isso parece impossível. Tem um dos três melhores treinadores do mundo no banco".

Nadir Ghazal, de La Página Millonaria, destaca momentos de instabilidade defensiva. "Um erro de Martínez Quarta foi decisivo no lance do gol que decretou a derrota mais recente do River Plate", recorda. Foi em casa, para o Rosario Central, gol de Lucas Gamba.

Vasco Gorrochategui,do Esto es Racing.
"Acho que o Flamengo tem boas chances de aproveitar a bola parada, mas será uma partida muito equilibrada"

Juan Vallego, Rádio Impacto
"As melhores equipes se enfrentarão, sem dúvida. O Flamengo vem com melhores resultados que o River, mas o River levou o "peso" do clássico (contra o Boca Juniors na semifinal) que pode ter jogado contra ele, pois é um time que trabalha sob pressão. É por isso que é uma equipe de copeira, Gallardo nunca venceu o campeonato argentino, mas na Copa Libertadores e na Sul-americana foi tremendo. Quando o Boca venceu a final do ano passado. Se falarmos sobre a mentalidade dos jogadores, virão "relaxados" após a pressão de jogar um clássico na Argentina. O Flamengo chega melhor, mas estará diante do último campeão e, apesar de não ter nomes transcendentes, é um time acostumado às finais e muito intenso.

Martín Blotto, cobre o River Plate para o jornal Olé
"A Libertadores é o objetivo histórico do clube. Antes do jogo semifinal, em nenhum momento disseram preferir este ou aquele adversário na decisão. O River gosta de enfrentar equipes ofensivas e mais abertas, que é o caso do Flamengo. Como ficou claro nos confrontos com o Boca ano passado e neste ano. Não me parece que River preferisse Grêmio. River se sente melhor medindo forças com equipes que tenham características como as dele, posse de bola e ataque. Flamengo é uma equipe assim e com Gallardo não se pode medir o River por uma partida, é visto o time brasileiro como um rival terrível e muito respeitável. Entendem que o Flamengo tem uma pressão muito grande pelo tempo sem ganhar a Libertadores, acredita-se que isso possa gerar uma pressão maior, creem em River que isso possa ser algo a favor, mas Gallardo espera jogo parelho, ainda mais em uma final disputada em jogo único. River chegará bem, há muito tempo atua com a mesma equipe e se conhece o 11 habitual!.

 

follow us on Twitter

follow me on youtube

follow me on facebook

follow us on instagram

follow me on google plus

Sobre o autor

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN e da Rádio Bandeirantes de São Paulo.

Sobre o blog

Trazer comentários sobre futebol e informações, eventualmente em primeira mão, são os objetivos do blog. O jornalista pode "estar" comentarista, mas jamais deixará de ser repórter.

Blog do Mauro Cezar