Topo
Blog do Mauro Cezar

Blog do Mauro Cezar

Categorias

Histórico

Cruzeirenses que não queriam enxergar o óbvio sofrem. E Mano pede o boné

Mauro Cezar Pereira

08/08/2019 01h15

Mano Menezes à beira do campo na derrota para o Internacional – Foto: Divulgação – Vinnicius Silva/CEC

Oito jogos sem fazer um gol sequer, ou 755 minutos sem balançar redes adversárias. Desde o tento de Robinho nos 3 a 0 sobre o Atlético, aos 10 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro não marca. Venceu apenas aquela partida pela Copa do Brasil nas últimas 19. Empatou oito, perdeu 10!

Fred, o artilheiro do time, não marca há 1.126 minutos, o equivalente a mais de 12 jogos e meio. Esteve em campo em 16 oportunidades depois de assinalar um dos gols nos 2 a 0 sobre o Deportivo Lara, pela Libertadores, no já distante 23 de abril. É muito jejum no mesmo elenco.

O futebol do Cruzeiro de Mano era isso. Um time que entrava em campo para não perder. Fez campanhas tímidas nos últimos campeonatos brasileiros, mas como venceu as duas mais recentes edições da Copa do Brasil, o desempenho na Série A ficou de lado. Hoje é o 18º colocado, por sinal.

Mano Menezes já havia tentado deixar o comando técnico Celeste domingo, após seu time perder mais uma vez para o Atlético (0 a 2). Na noite de quarta-feira, com mais uma derrota em Belo Horizonte, desta vez para o Internacional (0 a 1), pela semifinal da Copa do Brasil, finalmente deixou o cargo.

Não é surpreendente. Sai de cena, até que algum clube resolva convidá-lo. Voltará ao mercado com novo comportamento ou ainda adepto do jogar para não perder? Fato é que, sem ele, o Cruzeiro é que não pode mais ser derrotado. Para avançar no mata-mata e não ser rebaixado adiante.

O problema agora não é mais de Mano Menezes, que seguirá seu caminho, mas de quem se recusava a enxergar o óbvio.

follow us on Twitter

follow me on youtube

follow me on facebook

follow us on instagram

follow me on google plus

Sobre o autor

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

Contato: maurocezarblog@uol.com.br

Sobre o blog

Trazer comentários sobre futebol e informações, eventualmente em primeira mão, são os objetivos do blog. O jornalista pode "estar" comentarista, mas jamais deixará de ser repórter.

Mais Blog do Mauro Cezar