Topo
Blog do Mauro Cezar

Blog do Mauro Cezar

Categorias

Histórico

Grêmio e Galo, extremos na Libertadores na qual o Cruzeiro desfila

UOL Esporte

2024-04-20T19:01:10

24/04/2019 01h10

Foto: Manaure Quintero/Reuters

Foi uma vitória protocolar do Cruzeiro na Venezuela. O jogo mostrou que o bicampeão mineiro poderia ter escalado um time misto e, provavelmente, ainda assim manteria o aproveitamento de 100% na Copa Libertadores da América.

Foram 56% em posse de bola e 13 finalizações, sete no alvo, segundo o SofaScore. Bastou para fazer 2 a 0 no Deportivo Lara. Sábado o time estreia no Campeonato Brasileiro contra o Flamengo, no Maracanã.

Desde 2015 o Cruzeiro não vence o rival pela competição. Foram três derrotas nos últimos duelos. Com os rubro-negros voltando de Quito, onde têm jogo fundamental frente à LDU nesta quarta-feira, o cenário para a quebra da série negativa é interessante.

No Paraguai, precisando demais da vitória para seguir dependendo dele na luta pela classificação, o Grêmio fez o que se espera de um campeão: venceu. Também 2 a 0 com o estilo tricolor em campo: 60% de posse, nove arremates, sete certos e dois de Everton nas redes.

O Cebolinha mostrou mais uma vez que é jovem com poder de decisão. E Jean Pyerre reforçou a ideia de que tem não apenas futuro, mas presente para fazer mais forte o time de Renato "Gaúcho" Portaluppi. Sinais fortes de que o Grêmio de reencontrou.

Mais desesperado ainda pelos três pontos, o Atlético finalizou 16 vezes, cinco no alvo, mas saiu zerado frente ao Nacional no Mineirão com 27.302 torcedores. Felipe Carballo fez o único tento do cotejo para o tricolor uruguaio a três minutos do fim.

Foto: Marcelo Alvarenga/AGIF

O Galo perdeu os quatro confrontos diante do Bolso, como é conhecido o Nacional, e Cerro Porteño. O time paraguaio, como o de Montevidéu, soma 12 pontos contra três dos atleticanos, que não têm assegurado sequer o terceiro lugar, que leva à Copa Sul-Americana.

Com dois jogos a disputar, o Zamora ainda pode superar a equipe mineira. Melancólico desfecho de uma participação pífia de um Atlético que, pelas trocas de técnicos e perfis, não parece ter ideia de qual caminho pretende seguir. Confuso, se perdeu na Libertadores e pegou um atalho para a eliminação precoce e antecipada.

Sobre o autor

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

Contato: maurocezarblog@uol.com.br

Sobre o blog

Trazer comentários sobre futebol e informações, eventualmente em primeira mão, são os objetivos do blog. O jornalista pode "estar" comentarista, mas jamais deixará de ser repórter.

Mais Blog do Mauro Cezar