PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

As folhas de pagamento dos clubes da Série C na CLT. Veja o ranking!

Mauro Cezar Pereira

28/03/2019 16h00

O ABC, de Natal, tem a mais cara folha de pagamento da Série C, considerando os registros em carteira

Depois do levantamento das folhas de pagamento dos times da Série A e também da B, feito a partir dos números extraídos dos registros dos jogadores de futebol no sistema da CBF, o blog traz o ranking da C. Nele, os custos dos elencos dos clubes da terceira divisão do Campeonato Brasileiro, sem contar direito de imagem, que pode ser até 40% da remuneração total do atleta.

Ou seja, quem ganha um total de R$ 10 mil mensais pode ter registrados R$ 6 mil na carteira e receber mais R$ 4 mil emitindo uma nota. Mas há clubes diversos que mantêm integralmente os seus elencos, ou alguns atletas, com toda a remuneração registrada no contrato CBF, o que significa tudo inserido na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Evidentemente algumas agremiações podem ter salários divididos entre duas delas, algo muito comum em casos de empréstimos de quem não vem sendo aproveitado e é caro demais para quem está contratando. Naturalmente isso pode muda um pouco algumas das cifras abaixo.

Um dado curioso é que o paranaense Operário, que obteve acesso em 2018 e desta vez estará na segunda divisão, tem folha em carteira de R$ 70 mil. O clube da cidade de Ponta Grossa seria apenas o nono colocado na lista de times da terceirona. Confira o ranking!

Série C:

ABC – R$ 200 mil
Náutico – R$ 180 mil
Santa Cruz – R$ 180 mil
Paysandu – R$ 150 mil
Juventude – R$ 120 mil
Tombense – R$ 110 mil
Remo – R$ 100 mil
São José-RS – R$ 80 mil
Confiança – R$ 50 mil
Volta Redonda – R$ 50 mil
Ypiranga-RS – R$ 50 mil
Treze – R$ 50 mil
Luverdense – R$ 50 mil
Botafogo-PB – R$ 40 mil
Globo-RN – R$ 40 mil
Sampaio Corrêa – R$ 40 mil
Boa Esporte – R$ 40 mil
Ferroviário-CE – R$ 30 mil
Imperatriz-MA – R$ 30 mil
Atlético-AC – R$ 25 mil

 

follow us on Twitter

follow me on youtube

follow me on facebook

follow us on instagram

follow me on google plus

Sobre o autor

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN e da Rádio Bandeirantes de São Paulo.

Sobre o blog

Trazer comentários sobre futebol e informações, eventualmente em primeira mão, são os objetivos do blog. O jornalista pode "estar" comentarista, mas jamais deixará de ser repórter.

Mauro Cezar Pereira